Foi sorte?

Fazendo a linha old school blogueira que usava blog apenas pra desabafar ou escrever bobeiras aleatórias (foi assim que comecei, em 2001 com meu primeiro blog) por hoje decidi levar um papo reto com vocês…

O tempo inteiro sou abordada com mensagens do tipo: “menina, eu sou doida pra sair do Brasil, como tu arrumou esse gringo?” ou “aaaahhh arruma um gringo pra mim!” ou ainda “tu é muito sortuda, arrumou um gringo!“- aí pergunto:

Você quer um amor ou um passaporte europeu?

Sim, fui sortuda de procurar E ACHAR o amor da minha vida, ele ser sueco pra mim foi um detalhe. Muita gente procura e não acha. E muita gente não acha porque não procura. Procurei, mas procurei com vontade, com força porque eu sabia que merecia.

Antes de conhecer o John, tive noivo que me bateu no meio da rua na frente dos amigos. Tive namorado que me estapeou na cara dentro da minha casa. Tive namorado que tava comigo só por interesse nas minhas coisas, outro por interesse de subir na profissão. Tive namorado que noivou comigo num dia e dia seguinte descobri que ele tava de caso com uma mulher sósia do bob esponja. Também namorei um canadense que estava trabalhando no Recife por quase dois meses, se deu super bem comigo e na hora de ir embora falou “não vamos continuar, você é professora e eu engenheiro, logo não temos os mesmos objetivos pois eu li num livro que isso não daria certo”. Fora tudo isso, saí com metade do Recife pra tomar um café ou almoçar e ouvi coisas do tipo “você pela foto parece ser fresca”, “que tal sair daqui e ir tomar um vinho lá em casa?”, “nossa, tô com um furúnculo horrível no meio da bunda… você vai mesmo comer esse sunomono?” – e teve aqueles que moravam no mesmo bairro, ficavam semanas de conversê no whatsapp e não marcavam de tirar a bunda do sofá pra ir me conhecer pessoalmente. A estrada foi árdua, por isso não vejo exatamente como “puramente sorte”. John não caiu do céu, passei perrengue até achá-lo, fiz por onde merecer ele, eu o busquei! Busquei de verdade porque queria mais que tudo o amor da minha vida na minha vida.

Então antes de pensar “bicha sortuda, por que eu num tenho essa sorte?” , se pergunte:

O quanto você está disposto(a) a buscar? Até onde você quer buscar e o quanto de dificuldade você quer passar e mudar sua vida completamente?

Eu botei a cara no sol, não me fechei pra nenhuma possibilidade, busquei até na internet e foi lá que achei.
E quando achei, sabia que teria de ter a coragem de ir embora, nervos pra passar pela longa e árdua estrada burocrática e necessária para poder viver legalmente aqui (estrada essa que tá só começando pra mim, ainda vão ter algumas idas de meses no Brasil), sem contar na adaptação à cultura, costumes… tudo. Espero que depois de contar tudo isso, as pessoas revejam melhor o que elas acham que foi puramente sorte.

Suécia Fashion: KappAhl

Continuando a série de posts sobre a moda na Suécia, hoje vou falar da minha segunda loja favorita aqui: a KappAhl.
Essa loja começou nos anos 50, quando Per-Olof Ahl viajava pelo país e percebia que as mulheres estavam sempre vestindo casacos e vestidos bem surrados. Naquela época um casaco era praticamente um investimento, custava bem caro e ele achou que já era hora das pessoas poderem se vestir bem gastando pouco. E como todo negócio brilhante, ele começou bem do zero, num porão em Gotemburgo. Pouco tempo depois já existia linha de bonde que levava as pessoas direto pra o tal porão, nos dias de verão os funcionários da loja distribuíam refrigerante para os clientes que estavam na fila, com esses preços baixos e carinho com o cliente, em apenas 1 ano a KappAhl já faturava cerca de 4,5 milhões de coroas suecas (algo em torno de 1,2 milhões de reais) e em dez anos já existiam 25 lojas abertas em todo pais.

Hoje a KappAhl tem quase 400 lojas espalhadas na Suécia, Finlândia, Noruega e Polônia, fatura cerca de 4,7 bilhões de coroas suecas por ano e possui cerca de 4 mil ações listadas na Nasdaq de Estocolmo. Quando eu falo que a Suécia vai muito além da H&M, ninguém acredita né? 😉
Então já sabem, mais uma lojinha pra visitarem caso venham por terras escandinavas.
Quem não vem, pode se deliciar com o site da KappAhl e seus precinhos camaradas – KappAhl

Suécia Fashion: Gina Tricot

Vou começar a mostrar pra vocês um pouco sobre as marcas de moda sueca. Acreditem, a Suécia é muito mais que a H&M! Vocês não tem noção da riqueza fashion que é isso aqui (só espero que daqui a 3 anos, Camila Coutinho não “descubra” a moda sueca e vá falar no blog e todo mundo ache que é a maior “novidade” do mundo. Sério, amo o trabalho dela mas já aconteceu umas 3 vezes dela postar algo como “novidade”, sendo que já postei a mesma novidade anos atrás :( Desculpem o desabafo…). Como citei algumas marcas no post anterior, vim aqui hoje pra falar de uma delas, uma que foi paixão a primeira vista: a Gina Tricot.


Esse é um comercial da Gina Tricot que circulou em 2010 na Suécia. A modelo parece familiar? É Emanuela de Paula, modelo brasileira de Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco. Emanuela estrelou todos os comerciais da GT em 2010.

A Gina Tricot é uma cadeia de lojas familiar, que já possui 180 lojas espalhadas pela Suécia, Dinamarca, Noruega, Alemanha e Finlândia. Com a loja online eles exportam para 28 países da Europa, faturando cerca de 2,3 bilhões de coroas suecas.

A GT tem uma pegada muito fashion, muito delicada nas suas linhas, cores e inclusive com o bolso do cliente. Essa bolsinha branca da foto aí embaixo, custou menos de R$100! A loja da cidade onde moro, Sundsvall, é bem grande, tem bastante coisa e sinceramente logo que você entra, você não sabe pra onde olhar pois a loja é harmoniosamente distribuída com peças charmosas e de ótimos preços.

Como toda loja de roupas na Suécia, a Gina (ui, colega!) tem uma vasta sessão de cosméticos, sua própria linha de esmaltes, e acessórios que vão desde bolsas, cintos, sapatos até uma bela sessão de roupas fitness, pijamas, lingerie e roupas de praia. Vai pra Suécia ou algum outro país que tem GT? Visite a loja com um troco no bolso pois vale demais a pena.
Caso não vá, visite a GT online

Related Posts with Thumbnails